Dante Alighieri

Escritor e poeta italiano

Biografia de Dante Alighieri:

Dante Alighieri (1265-1321) foi escritor e poeta italiano. "A Divina Comédia" tornou-se a obra máxima da literatura medieval. Foi escrita em três partes, Inferno, Purgatório e Paraíso, numa viagem além-túmulo, onde Dante é o personagem principal.

Dante Alighierei (1265-1321) nasceu em Florença, Itália, provavelmente no dia 1º de junho de 1265. Aos nove anos conheceu Beatriz, que seria a musa de suas obras. Em 1283, por ordem da família, casa-se com Gemma Donati, com quem teve três filhos. A ela e aos filhos Dante jamais se referiu em todos os seus escritos. Em 1292, escreveu "Vita Nuova" que é um canto de louvor a sua amada Beatriz.

Sua instrução deve ter constado do Trivium (gramática, retórica e dialética) e do Quadrivium (música, astronomia, geometria e aritmética), que corresponde ao curso médio. Em sua obra refere-se com gratidão ao poeta Brunetto Latini, que lhe despertou a curiosidade intelectual e o hábito da reflexão, e também a alguns amigos da juventude, entre eles, Guido Cavalcanti e Lapo Gianni, poetas do "dolce stil nuovo", ao qual Dante aderiu, tornando-se o mais alto expoente dessa nova forma poética, que aboliu o convencionalismo.

Em meados do século XIII, época de seu nascimento, a Toscana (região onde se situava Florença) era um dos principais centros de luta entre duas facções: os guelfos, aliados políticos do papa, favorável a uma atividade temporal da Igreja, e os gibelinos, partidários do imperador, que negavam a autoridade temporal do papa. Em 1294, foi eleito o papa Bonifácio VIII, que desejava restaurar o domínio da Igreja, na Toscana. Em 1302, Florença, ameaçada de ser invadida por Carlos de Valois, aliado do papa, enviou a Roma uma comissão constituída por três membros, entre eles, Dante. Quando o papa lhe permitiu voltar, Florença já estava sob o domínio dos invasores.

Em 27 de janeiro de 1302, Dante foi acusado de corrução no desempenho de cargo público e condenado a pagar pesada multa. No dia 10 de março a sentença foi modificada e Dante seria queimado vivo se ficasse em Florença. A partir de então, exilado, vagou pelas cidades de Verona, Bolonha e Ravena.

Danti Alighieri, entre os anos de 1304 e 1307, escreveu duas obras: "O Convívio", composta de quatro tratados, no primeiro, defende o uso da língua vulgar e explica que nela escreveu a obra para que todos pudessem lê-la. E "De Vulgari Eloquentia", escrita em latim, na qual retraça a origem e a história da linguagem e debate o problema dos dialetos.

Por seus méritos literários, Dante Alighieri pensava obter revogação do exílio, mas não conseguiu. Concentrou-se então, na elaboração de um tratado político, em latim, "De Monarchia", a utopia de um poeta que sonhou realizar a harmonia entre o poder espiritual e o civil, e obter a justiça num mundo destruído pela discórdia.

A sua obra-prima, foi inicialmente denominada "Comédia" e mais tarde qualificada pelo poeta Boccaccio, de "divina", pelo assunto e pela arte com que fora apresentada. A partir da edição veneziana de Giolito, o poema passou a ser chamado de "Divina Comédia". Em 1317, a primeira parte de sua obra já era conhecida pelo público. A segunda parte foi publicada em 1319 e a terceira após sua morte.

A Divina Comédia é formada de três partes, Inferno, Purgatório e Paraíso. Cada parte é composta de 33 cantos. Um canto que serve de introdução perfaz um total de 100 cantos. Dante é o personagem principal do poema. A obra foi concebida como uma viagem ao além-túmulo. O Inferno começa numa selva escura onde o poeta se encontra perdido. Vem ao seu encontro Virgílio, encarregado por Beatriz de guiar seu amado através do Inferno e do Purgatório. Percorrendo o Purgatório, Dante e Virgílio encontram-se numa ilha perdida no meio do oceano, do outro lado do mundo. Nela se ergue a montanha do Purgatório e no cume a bela floresta do Paraíso.

A Divina Comédia representa um julgamento moral e político de Dante, às vezes extremamente severo. Mas simboliza ao mesmo tempo, o sonho de modificar a humanidade, mostrando-lhe as verdades eternas que ele descobriu.

Dante Alighieri morreu em Ravena, Itália, no dia 14 de setembro de 1321.

Informações biográficas de Dante Alighieri:

Data do Nascimento: 01/06/1265
Data da Morte: 14/09/1321
Nasceu há 749 anos
Morreu aos 56 anos
Morreu há 692 anos

Última atualização do biografia de Dante Alighieri: 27/05/2014.
« Dalton Trevisan « Daniel Gabriel Fahrenheit « Dante Alighieri » Danuza Leão » Darcy Ribeiro »