José de Anchieta

Padre jesuíta espanhol

Biografia de José de Anchieta:

José de Anchieta (1534-1597) foi um padre jesuíta espanhol. O "Apóstolo do Brasil", foi beatificado pelo Papa João Paulo II e canonizado pelo Papa Francisco, no dia 3 de abril de 2014. Com 14 anos de idade, estudou no Real Colégio das Artes em Coimbra. Ingressou na Companhia de Jesus e ainda noviço, veio para o Brasil na frota de D. Duarte da Costa, segundo governador-geral. Dedicou-se ao trabalho de educar os filhos dos colonos, a pacificar e catequizar os índios. Participou da Fundação de São Paulo. Lutou pela expulsão dos franceses do Rio de Janeiro. Viajou para Bahia, onde foi ordenado padre. Escreveu cartas, sermões, poemas, peças teatrais e a Gramática Tupi, que foi usada em todas as missões dos jesuítas.

José de Anchieta (1534-1597) nasceu em San Cristóbal de La Laguna, na ilha de Tenerife, nas Canárias, pertencente a Espanha. Filho de João Lopez de Anchieta, fidalgo basco, e Mência Dias de Clavijo y Lerena, descendente dos conquistadores de Tenerife. Aprendeu as primeiras letras em casa, ingressou na escola dos dominicanos. Aos 14 anos, em companhia de seu irmão mais velho vai para Coimbra. Ingressa no Real Colégio das Artes, onde estuda humanidades e filosofia.

Em 1550, Anchieta candidata-se ao Colégio da Companhia de Jesus e em 1551 é recebido como noviço. Em 1553 é escolhido para as missões em terras brasileiras. Com um grupo de religiosos, integra a frota de Duarte da Costa, segundo Governador-Geral do Brasil, enfrentando 65 dias de viagem, chefiados pelo Padre Luís de Grã. Ao descer na Capitania de São Vicente, Anchieta teve seu primeiro contato com os índios. A ação dos jesuítas na catequese dos índios, se estendia de São Vicente até os campos de Piratininga.

José de Anchieta junto com outro religiosos, com o objetivo de catequizar os índios carijós, sobem a Serra do Mar, rumo ao Planalto, onde vão se instalar e fundar o Colégio Jesuíta. No dia 24 de janeiro de 1554, dia da conversão do Apóstolo São Paulo, celebram uma missa, em sua homenagem. Era o início da fundação da cidade de São Paulo. Logo se formou um pequeno povoado. José de Anchieta aprendeu a língua tupi, o que mais tarde lhe permitiu escrever a Gramática tupi, que seria usada em todas as missões dos jesuítas.

José de Anchieta participou da luta para expulsão dos franceses, que em 1555, haviam invadido o Rio de Janeiro e conquistado os índios tamoios. Depois de várias lutas, finalmente foram expulsos no dia 18 de janeiro de 1567.

Em 1577, com 43 anos e 24 passados no Brasil, Anchieta é designado provincial, o mais alto cargo da Companhia de Jesus no Brasil. Com a função de administrar os Colégios Jesuítas do país, viaja para Olinda, em Pernambuco, para Bahia, Reritiba (hoje Anchieta) no Espírito Santo, Rio de Janeiro, Santos e São Paulo. Foram 10 anos de visitas.

Em 1597, o padre José de Anchieta, já doente vai para Reritiba (hoje Anchieta), aldeia que fundou no Espírito Santo, onde passa seus últimos dias, falecendo no dia 9 de julho de 1597. O padre José de Anchieta foi canonizado, pelo Para Francisco, no dia 3 de abril de 2014.

Informações biográficas de José de Anchieta:

Data do Nascimento: 19/03/1534
Data da Morte: 09/07/1597
Nasceu há 480 anos
Morreu aos 63 anos
Morreu há 417 anos

Última atualização do biografia de José de Anchieta: 03/04/2014.
« José de Alencar « José Américo de Almeida « José de Anchieta » José Barbosa da Silva » José Bonifácio »