Molière

Dramaturgo francês

Biografia de Molière:

Molière (1622-1673) foi dramaturgo francês. Um dos maiores destaques do teatro francês no século XVII. Apoiado por Luís XIV, que se divertia com suas sátiras, comédias e tragédias, tornou-se provedor dos divertimentos do rei.

Molière (1622-1673) nasceu em Paris, França, no dia 15 de janeiro de 1622. Filho do tapeceiro do rei, ficou órfão ainda menino. Estudou no Colégio de Clermont, de 1633 a 1639, mas o estudo e a perspectiva de seguir a profissão do pai não o atraia. Era encontrado com frequência pelos tablados montados nas pontes sobre o rio Sena. A França, nessa época, exercia grande influência na política europeia, e o rei Luís XIV e o Cardeal Richelieu se empenhavam em projetá-la também no campo cultural.

O teatro vivia seu período de apogeu. Paris era o centro das atividades teatrais. Apesar dos atores da época serem mal vistos pela opinião pública e excomungados pela igreja. O rei Luís XIV assinou uma lei proibindo a desqualificação da profissão de ator. O rei financiava as companhias, o ministro Cardeal Richelieu inaugurava novos teatros como o Palais Cardinal e o Palais Royal.

Alguns historiadores afirmam que Molière formou-se em direito e só depois passou a dedicar-se ao teatro. Junto com os irmãos Béjart fundou a companhia o "Ilustre Teatro" e adotou o nome Molière. Sua companhia não consegue concorrer com as já consagradas. As dívidas o levaram para prisão. Com a ajuda do pai, é solto, e com os irmãos Béjart integram a companhia de "Charles Du Fresne" e percorrem várias cidades, encenando inúmeras peças, durante 14 anos.

Molière pesquisou os diferentes tipos de personalidades e se aprofundou no estudo do caráter humano. Recebeu do escritor Boileau o apelido de "O Contemplador". Durante sua peregrinação, foi ator, diretor e autor. Em 1658, obteve permissão para atuar diante do rei, com a peça "Racine", que só não fracassou pela vivacidade de Molière que improvisou um discurso diplomático, com encenação toda gesticulada.

Paris era o reino do esnobismo intelectual, em vez de se dizer água, dizia-se elemento químico. Em 1659, Molière satiriza esse comportamento com a peça "As Preciosas Ridículas", seu prrimeiro grande sucesso. Para dizer vou pensar, Molière diz "Pescarei no lago da memória com o fio dos meus pensamentos". Em 1661, inaugura a nova sala do Palais Royal, onde dirige, escreve e interpreta.

Em 1662, casa-se com Armande Bejart, vinte anos mais nova. No mesmo ano encena "Escola de Mulheres", um sucesso. Recebe do rei uma pensão e é declarado "excelente poeta cômico". Apoiado por Luís XIV, que se divertia com suas sátiras, comédias e tragédias, torna-se provedor dos divertimentos do rei. Escreve "Dom Juan", "O Misantropo", "O Burguês Fidalgo", "As Amantes Magníficas", "As Mulheres Sábias", entre outras.

Jean-Baptiste Poquelin, morre no dia 17 de fevereiro de 1673, em pleno palco, quando representava "O Doce Imaginário".

Informações biográficas de Molière:

Data do Nascimento: 15/01/1622
Data da Morte: 17/02/1673
Nasceu há 392 anos
Morreu aos 51 anos
Morreu há 341 anos

Última atualização do biografia de Molière: 19/06/2012.
« Milton Friedman « Mitt Romney « Molière » Monsenhor Waldir Lopes de Castro » Monteiro Lobato »