Victor Hugo

Poeta e escritor francês

Biografia de Victor Hugo:

Victor Hugo (1802-1885) foi um poeta e escritor francês. Autor do romance "Os Miseráveis" e "O Homem que Ri", as peças teatrais "Notre-Dame de Paris" e "Cantos do Crepúsculo", entre outras. Grande representante do romantismo, é eleito para a Academia Francesa. Frequenta a corte das Tulherias e torna-se membro do Senado francês.

Victor Hugo (1802-1885) nasceu em Besançon, França, no dia 26 de fevereiro de 1802. Filho do Conde Joseph Léopold-Sigisberto Hugo, general de Napoleão, e Sophie Trebuchet. Victor Hugo passou quase toda a sua infância fora da França, viagens constantes faziam parte da vida do General Hugo. Esteve na Espanha e na Itália, junto com a mãe e os irmãos Abel e Eugène.

De 1814 a 1816, faz seus estudos preparatórios no Liceu Louis le Grand. Nessa época seus cadernos ficavam repletos de versos. Com 14 anos lia os livros de René Chateaubriand, iniciador do Romantismo francês. Dizia "Quero ser Chateaubriand ou nada". Em 1818, chama a atenção da Academia Francesa com seu livro "Vantagens do Estudo".

Em 1819, recebe o "Lírio de Ouro", premio máximo da Academia de Jogos Florais de Toulouse, por uma ode ao restabelecimento da estátua de Henrique IV, derrubada na Revolução. Nesse mesmo ano funda, junto com os irmãos, a revista "O Conservador Literário". O primeiro ensaio publicado foi "Ode ao Gênio", tributo prestado a seu ídolo. Com quinze meses de vida a revista havia publicado mais de cem artigos entre política e crítica literária, teatral e artística.

Em 1822, casa com Adèle Foucher, amiga de infância. Publica sua primeira antologia poética "Odes e Poesias Diversas". A partir de 1824 nasce um filho a cada dois anos: Léopoldine, Charles, François Victor e Adèle. Escreve os poemas "Ode e Baladas, Orientais", os romances "Han de Islândia" e "O Último Dia de um Condenado", as peças teatrais "Cromwell" e "Marion Delorme", artigos em jornais e revistas.

Entre 1831 e 1843 escreve "Lucrécia Borgia", "Maria Tudor", a peça teatral "Notre-Dame de Paris", também conhecida como "O Corcunda de Notre-Dame", os romances "Folhas de Outono", "Cantos do Crepúsculo", entre outros. Separa-se de Adèle e passa a viver com a atriz Juliette Drouet, que foi sua companheira inseparável.

Em 1841, já celebre e rico, é eleito para a Academia Francesa, frequenta a corte das Tulherias e torna-se membro do Senado. Em 1848, preocupado com a miséria do povo, funda o jornal "O Acontecimento", em que os filhos François e Charles são também redatores. Escreve artigos nos quais defende a candidatura do príncipe Luís Napoleão para a presidência da República. Eleito, Napoleão III viola a Constituição. Desiludido, Victor Hugo não aceita a política adotada por quem ajudara a eleger.

Victor Hugo é perseguido ao tentar organizar a resistência à ditadura de Napoleão III. Se refugia em Bruxelas e só retorna depois de dezoito anos, com a queda do Império. Nessa época escreve "Os Miseráveis", "As Contemplações" e o "Homem que Ri". Em Paris é eleito deputado e se torna presidente da ala esquerda da Assembléia Nacional. Em 1876, é eleito Senador. Em 1883, morre Juliette Drouet e dois anos depois o morre o "Leão", como era chamado, por seu espírito combativo.

Victor Marie Hugo morre em Paris, no dia 22 de maio de 1885. Em seu testamento deixa cinquenta mil francos aos pobres e pede preces de todas as almas.

Informações biográficas de Victor Hugo:

Data do Nascimento: 26/02/1802
Data da Morte: 22/05/1885
Nasceu há 212 anos
Morreu aos 83 anos
Morreu há 129 anos

Última atualização do biografia de Victor Hugo: 23/07/2012.
Biografias Relacionadas
« Vicente Yáñez Pinzón « Victor Civita « Victor Hugo » Vik Muniz » Vinicius de Moraes »